Blog 909 - Marketing Digital e Tendências

Briefing: como tudo deve começar

25 de junho de 2019 Categoria: Empresa, Estatísticas e Pesquisas, Marketing Digital, Sites

mktdigital

Antes de iniciar qualquer projeto, é imprescindível que se tenha um briefing em mãos. Com ele você conseguirá entender melhor o seu cliente e determinar as etapas a serem seguidas para se ter um bom desenvolvimento e resultado do projeto.

O que é o briefing?

O briefing é uma ferramenta fundamental para qualquer projeto. Sua própria tradução já diz, é um manual de instruções, um guia para a execução, trazendo uma série de informações que irão dar as regras do projeto.

Por meio do briefing a empresa prestadora de serviço consegue captar a ideia do projeto desejado pelo cliente, seu objetivo, o que quer transmitir e qual o resultado deseja alcançar. Através dele, também se obtém dados complementares, como história, concorrentes, referências, como a empresa deve se comportar… Para quem conhece a essência da empresa, é possível já saber esses detalhes e como se comportar com o público, mas para quem irá prestar um serviço para essa empresa, o briefing é o que ajudará a entender esse universo particular de cada empresa e campanha.

Por que gastar tempo fazendo e respondendo um bom briefing?

Muitas vezes não é dada a devida importância ao briefing, as vezes pelo cliente, as vezes pela empresa prestadora de serviço. Por parecer que simplesmente são algumas informações básicas que podem ser facilmente obtidas entrando no site ou pesquisando um pouco sobre a empresa, mas não é bem por aí. Sem um briefing bem feito, muitas informações importantes acabam passando batidas, um projeto pode ser feito em um molde, quando na verdade o seu proprietário pensava em outro, a comunicação pode ser feita para um público que não é o que realmente deve ser atingido, entre outros tipos de situações que acabam gerando um retrabalho ou até mesmo uma perda de valores na execução do projeto.

Além de tornar o resultado mais certeiro, a utilização de um briefing bem definido também serve como um registro de demanda, o que resguarda tanto o executor caso o produto não saia de acordo com o esperado por uma das partes.

O tempo de execução também é nitidamente otimizado quando a empresa que está executando o serviço tem o briefing como apoio, uma vez que terá já definido os requisitos funcionais do projeto, e o número de dúvidas será consideravelmente reduzido, o que economiza também em tempo de comunicação para saná-las.

Como montar um bom briefing?

Na hora de formular um briefing para o seu cliente, diversos fatores devem ser considerados. O serviço prestado, a segmentação da empresa e o seu conhecimento sobre a mesma são fatores importantes para organizar quais perguntas devem ser feitas e, dentro desses itens, pensar o que é fundamental para a execução da tarefa e quais dúvidas podem surgir meio a esse processo.

Com essas considerações, é possível pensar nos itens essenciais para o briefing, como:

  • Dados da empresa;
  • Histórico da empresa;
  • Com quem a empresa se comunica?
  • Quais os pontos fortes da marca?
  • Quem são os principais concorrentes e referências?
  • Qual o objetivo final desse serviço / produto?
  • Quais os meios de veiculação?
  • O que não deve ter;
  • Entre outros…

Responder a alguns questionamentos básicos e essenciais já é suficiente para lhe dar uma boa noção de conhecimento da empresa ou marca com a qual você vai trabalhar, e dar maior garantia de um produto dentro dos resultados esperados pelo cliente.

Fonte: Target + | Mind Miners